O ano de 2019 foi um dos mais marcantes para o UFC, com uma sequência de eventos que marcou a história do MMA. Desde a luta principal do UFC 235, que colocou em jogo o título dos meio-médios entre Kamaru Usman e Tyron Woodley, até o confronto épico entre Jon Jones e Thiago Santos no UFC 239, o ano foi repleto de momentos emocionantes que deixaram os fãs do esporte de queixo caído.

Entre os destaques do ano, está a luta entre Israel Adesanya e Kelvin Gastelum no UFC 236, que foi eleita a Luta do Ano e consagrou Adesanya como o novo campeão interino dos médios. Além disso, o UFC 241 ficou marcado pelo retorno triunfante de Stipe Miocic, que reconquistou o cinturão dos pesados após uma batalha incrível contra Daniel Cormier.

Mas os recordes não pararam por aí: em agosto, o UFC 241 quebrou o recorde de maior público da história do MMA nos Estados Unidos, com mais de 57 mil pessoas presentes na arena em Anaheim. Já em novembro, o UFC 244 foi o primeiro evento a ser realizado no famoso Madison Square Garden em Nova York com três lutas principais.

Outra luta que ficou na memória dos fãs foi o duelo entre Jorge Masvidal e Nate Diaz no UFC 244, que coroou Masvidal como o campeão inaugural do BMF Belt. E, claro, a luta principal do UFC 245, que colocou em jogo três títulos: Kamaru Usman defendeu o cinturão dos meio-médios contra Colby Covington, Max Holloway perdeu o título dos penas para Alexander Volkanovski e Amanda Nunes manteve o cinturão dos galos ao derrotar Germaine de Randamie.

Fora dos Estados Unidos, o UFC realizou eventos em países como Canadá, Uruguai, China, Austrália, Inglaterra e Rússia. Destaque para o UFC Fight Night 157, que foi o primeiro evento do UFC na China continental e o UFC 242, que marcou o retorno de Khabib Nurmagomedov após a morte de seu pai.

Em resumo, 2019 foi um ano histórico para o UFC e para o mundo do MMA, com recordes quebrados, novos campeões coroados e lutas épicas que ficarão na memória dos fãs por muito tempo. Se 2020 seguir pelo mesmo caminho, podemos esperar ainda mais emoção em cada evento do UFC.