O documentário vencedor do Oscar 2018 foi Ícaro, dirigido por Bryan Fogel. Este filme foi escolhido pelo júri como o melhor documentário e deixou uma marca indelével na indústria cinematográfica. Em nossa análise, exploraremos o que torna este filme tão importante e como ele influenciou o gênero documental.

Primeiramente, é importante notar que Ícaro não é um documentário convencional. Em vez de seguir um formato tradicional de narrativa, o filme é uma jornada emocionante do diretor Bryan Fogel enquanto ele tenta entender o escândalo de doping no esporte da Rússia. O filme começa com Fogel se preparando para uma competição de ciclismo amador, mas ao longo do caminho, ele acaba contatando o médico responsável pelo programa de doping russo. A partir daí, o filme se torna uma exploração profunda sobre a corrupção esportiva e como ela afeta os atletas em todo o mundo.

Além disso, o filme aponta para questões mais amplas sobre o Estado e sua responsabilidade na implementação de políticas de corrupção. Do início ao fim, a narrativa é repleta de momentos tensos e surpreendentes, que se desdobram de uma forma bem natural e cativante. Mesmo que o assunto seja desagradável e difícil, Fogel consegue mantê-lo interessante e emocionante para o público.

Outro aspecto interessante de Ícaro é como ele se adapta às mudanças de tom durante a narrativa. Ele começa como um filme sobre um homem tentando vencer uma competição, mas gradualmente evolui para uma investigação jornalística de um dos maiores escândalos da história do esporte. O filme consegue combinar momentos engraçados e mais leves com outros de tensão e perigo, mostrando a capacidade do diretor em equilibrar diferentes emoções em uma única obra.

Um dos pontos mais fortes do filme é sua mensagem educacional. Mesmo que o assunto do doping no esporte possa parecer um tema de nicho, o filme consegue transmitir uma mensagem importante sobre a importância de manter a integridade das competições esportivas. Ele também levanta questões significativas sobre a responsabilidade social dos governos e a corrupção nos sistemas de poder. Por isso, Ícaro não é apenas um filme excelente, mas também um importante recurso educacional para aqueles interessados em é(são) política(s) estudantil(is) e social(is).

Em resumo, Ícaro é um documentário extraordinário e merecidamente vencedor do Oscar 2018. Seus temas poderosos e emocionantes, combinados com a habilidade do diretor em contar histórias, o tornaram um dos mais marcantes filmes documentários já feitos. Se você ainda não assistiu, várias plataformas de streaming oferecem acesso a este documentário de grande importância. Sem dúvida, vale a pena assistir e aprender.